Magos Irrigation Systems inaugura novas instalações em Beja
menu
27.02.2020

Inauguração das novas instalações da Magos Irrigation Systems em Beja reuniu 170 convidados

A Magos Irrigation Systems inaugurou novas instalações na Zona Industrial de Beja, a 20 de Fevereiro, numa cerimónia que contou com a presença de 170 convidados, entre clientes, fornecedores e entidades da região, com destaque para o presidente da Câmara Municipal de Beja, o presidente da EDIA e o presidente da Associação de Agricultores do Baixo Alentejo.

A modernização e ampliação das instalações da Magos Irrigation Systems em Beja, com uma área coberta de 1800 m² (armazém, loja de venda ao público e escritórios), dá resposta à expansão da agricultura de regadio no Alentejo. «O objetivo deste investimento é disponibilizar ao mercado todos os equipamentos de rega para as culturas agrícolas no Sul do país; dispor de stock para responder às necessidades do dia-a-dia na assistência técnica e manutenção dos sistemas de rega e servir como ponto de apoio às nossas equipas nesta região», afirmou António Gastão, administrador da empresa.

«Esta foi uma aposta que iniciamos quando o Alqueva fechou as comportas, construímos instalações, stock e equipa e hoje orgulhamo-nos de ter o mais moderno armazém de sistemas de rega do Sul do país e estamos preparados para qualquer desafio técnico que os nossos clientes nos apresentem», acrescentou Miguel Empis, também administrador da Magos Irrigation Systems.

A Magos Irrigation Systems cresceu a um ritmo superior a 20% ao ano em área de rega instalada no Alentejo nos últimos 5 anos. A empresa tem uma equipa multidisciplinar de 20 colaboradores em Beja, nas áreas de Projeto, Obras, Assistência Técnica, Logística e Técnico-Comercial, especialistas em rega de olival, amendoal e vinha. As equipas locais trabalham em estreita articulação com a sede da empresa em Salvaterra de Magos e são reforçadas sempre que necessário. A nível nacional são 92 colaboradores.

O presidente da EDIA deu os parabéns à Magos Irrigation Systems por «prestar um serviço de qualidade na região de Alqueva», onde existem 120.000 hectares de regadio, prevendo-se o alargamento do perímetro de rega a mais 150.000 hectares nos próximos anos. José Pedro Salema realçou a elevada eficiência do uso da água na agricultura da região - dotação de rega média de 3000m³/hectare/ano -, revelando que a EDIA prevê introduzir alterações ao tarifário da água, com dotações de referência por cultura, acima das quais o preço do m³ de água subirá de escalão. O objetivo é incentivar um uso ainda mais eficiente da água na agricultura.

O presidente da Associação de Agricultores do Baixo Alentejo, Francisco Palma, realçou a importância do investimento realizado pela Magos Irrigation Systems em Beja, lembrando que «a agricultura usa apenas cerca de metade do volume total de água de Alqueva concessionado à EDIA» e que «o setor agrícola deve ser valorizado porque transforma água em alimentos, que todos nós consumimos diariamente».